quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Alisamento marroquino #review

  Em Março de 2014, após um longa reflexão, decidi fazer um alisamento. Desde pequena que nunca fui fã do meu cabelo volumoso e cheio de jeitos e quando vi uma oportunidade viável de o mudar fui em frente.
  O alisamento que fiz em 2014 não foi na verdade o meu primeiro, no entanto o anterior tinha corrido extremamente mal ao ponto de não haver qualquer tipo de alteração no meu cabelo. Apesar da má experiência ganhei coragem e sujeitei-me ao mesmo processo e aí sim correu tudo bem e permaneci cerca de um ano e meio com o cabelo do mais liso que alguma vez pensei ter.
  Na semana passada decidi repetir o alisamento visto que o meu cabelo já estava a adquirir algum volume e já tinha há muito ultrapassado o tempo previsto de duração do tratamento (cerca de 3 a 6 meses). Não me arrependi absolutamente nada, já o lavei e ficou exatamente como eu queria.
  A foto da esquerda (a baixo) foi tirada no dia do alisamento e a da direita hoje, um dia após a primeira lavagem!
              
O meu cabelo em 2013:



  Apesar de ser um processo cansativo visto que tem uma duração de cerca de 4 horas e meia (para cabelos do tamanho do meu), traz imensas vantagens tais como um cabelo sempre penteado, assim como hidratado e brilhante!
            
    foto do mês anterior                                                  foto do meu cabelo hoje
          
  O mais complicado para mim é passar três dias sem poder prender nem lavar o cabelo para que o produto (da INOAR) possa atuar e de modo a garantir que o cabelo não fica com qualquer vinco. 
  É obrigatório lavar o cabelo com um champô sem sal para que ele não fique encrespado e para prolongar a duração do alisamento. O meu champô de eleição é o de Óleo de Argan da SKALA (à venda no pingo doce) visto que tem óptima qualidade e o seu preço ronda os três euros!

  Tenho lido muitos relatos de más experiência ou de pessoas que dizem que não prescindem de utilizar prancha para alisar o cabelo todos os dias e aconselho a recorrerem a um profissional que saiba realmente o que está a fazer e a não optarem pelo local mais barato porque nem sempre utiliza os produtos mais eficazes. Se o tratamento for bem feito não há qualquer necessidade de dependerem da prancha para que o vosso cabelo esteja apresentável!


2 comentários:

  1. também gostava imenso do teu cabelo antes (sou fã de cabelos encaracolados) mas percebo que te-lo assim trás imensas vantagens e comodismos
    adorei o teu blog já estou a seguir :)

    beijinhos
    http://umacolherdearroz.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada querida, de facto os caracois têm o seu encanto mas em termos práticos são uma chatice :p
      adorei o teu também, segui de volta :)
      Beijinho

      Eliminar